Segundo o TJMG, até 31 de março os pagamentos mensais em atraso deverão ser quitados.

Os servidores estavam em greve geral há três meses.

Acordo entre prefeitura e servidores de Nanuque foi feito no Cejusc da cidade Divulgação/TJMG Um acordo foi fechado entre a Prefeitura de Nanuque e os servidores do município.

A mediação foi feita pelo Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da Comarca de Nanuque. Os servidores entraram em greve geral há três meses após não receberem o 13º de 2018 e 2019, além da instabilidade no pagamento dos salários dos trabalhadores, segundo o sindicato dos servidores municipais.

Em maio de 2019, foi ajuizada uma ação solicitando que fosse feito o pagamento por parte do Executivo que, por sua vez, afirmou não ter dinheiro suficiente para quitar o débito de cerca de R$ 4 milhões.

Servidor passa 10 horas acorrentado para protestar contra salários atrasados na Prefeitura de Nanuque Servidores da Prefeitura de Nanuque iniciam greve por tempo indeterminado Servidores com salários atrasados acampam na porta da Prefeitura de Nanuque Segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), no acordo firmado entre as duas partes ficou definido que, até 31 de março deste ano, serão quitados todos os pagamentos mensais em atraso, e que a remuneração dos servidores públicas será paga até o último dia do mês seguinte ao trabalhado. Ainda de acordo com o TJMG, sobre o 13º salário de 2019 e 2020, ficou determinado que a quitação das pendências seja feita até, respectivamente, julho e dezembro de 2020.

Já a diferença do 13º salário referente a 2017 será paga com as parcelas do Estado, vinculada a Lei Própria Municipal até 28 de fevereiro de 2021. Na reunião ficou definido também que o município deverá arcar com os honorários dos advogados representantes dos servidores, no valor de R$ 50 mil.

Após o acordo, os servidores encerraram a greve e voltaram às atividades normais. Veja mais notícias da região em G1 Vales de Minas Gerais