Polícia Civil cumpriu mandado de prisão nesse sábado (15) em uma região de invasão no bairro Belo Jardim.

Casal foi morto no último dia 16 de janeiro no mesmo bairro.

Casal foi morto após ter casa invadida em bairro de Rio Branco no último dia 16 de janeiro Arquivo pessoal Mais um suspeito de envolvimento na morte do casal Tereza da Silva Santos, de 64 anos, e Cosmo Ribeiro Moura, de 43, no último dia 16 de janeiro, no bairro Belo Jardim, em Rio Branco, foi preso nesse sábado (15) em uma região de invasão no mesmo bairro do crime.

Uma mulher chegou a ser detida e um adolescente de 16 anos se apresentou na delegacia.

Segundo a polícia, eles prestaram esclarecimentos e foram liberados em seguida.

Após as oitivas, a polícia identificou os suspeitos de envolvimento no crime e um outro também já tinha sido preso. Tereza da Silva era sogra da secretária da Fazenda do Acre, Semírames Plácido Dias.

O governo do Acre publicou uma nota lamentando a morte do casal e afirmou que os órgãos de segurança estão empenhados para prender os suspeitos. O casal foi assassinado a golpes de terçado após ter a casa invadida.

O duplo homicídio foi descoberto quando o vizinho viu o carro do casal em cima da calçada, foi olhar, encontrou as vítimas e acionou a polícia. Durante o cumprimento do mandado de prisão temporária, o suspeito ainda tentou fugir pulando pela janela da casa onde estava escondido, mas foi capturado pelos policiais. Ele foi levado para a sede da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) onde deve prestar depoimento sobre o caso.

O G1 tentou contato com o delegado responsável pelo caso, Martin Hessel, para saber mais detalhes da investigação, mas não obteve resposta até a última atualização desta reportagem.

A assessoria de imprensa da Polícia Civil informou que o inquérito está em fase de conclusão e que, somente após o fim das investigações, é que o delegado deve se pronunciar sobre o caso.